Centenário de Jackson do Pandeiro
31/08/2019 11:45 em Música

E hoje celebra-se o centenário de um dos maiores nomes de nossa Música Popular: Jackson do Pandeiro o Rei do Ritmo!

O maior ritmista do cancioneiro popular brasileiro, José Gomes Filho teve alguns apelidos antes de adotar aquele que o tornou famoso!

Nascido em Alagoa Grande, na Paraíba, no dia 31 de agosto de 1919, primeiramente virou Zé Jack; em seguida Jack do Pandeiro; para ao final ser imortalizado como Jackson do Pandeiro!

Herdou o amor pela música de sua mãe, Flora Mourão, que era cantora e folclorista. Aos 07 anos, começou tocando zabumba para acompanhá-la nos cocos - dança popular nordestina!

O ano de 1953 marcou a virada em sua carreira: Jackson do Pandeiro o Rei do Ritmo, que já era querido do público e ocupava o horário nobre do rádio, apresentou no Carnaval de Recife um coco de Rosil Cavalcanti, chamado "Sebastiana". A música esteve no seu primeiro disco, e dividiu o sucesso com o rojão "Forró em Limoeiro”!

Sua carreira artística seguiu crescendo e o compositor começou a trabalhar na Rádio Nacional no RJ. Gravou composições de sucesso como “O Canto da Ema”, de João do Vale e "Chiclete com Banana", de Gordurinha e Almira Castilho, em 1959!

Com o surgimento da Bossa Nova e o fim de seu programa na rádio Globo, Jackson do Pandeiro - O Rei do Ritmo caiu em uma espécie de esquecimento, até que o movimento tropicalista ganhou força!

Gal CostaGilberto Gil e os músicos dos Novos Baianos eram fãs do cantor e regravaram alguns de seus maiores sucessos!

O mestre Jackson do Pandeiro o Rei do Ritmo partiu no ano de 1982, deixando um legado formidável para a cultura brasileira, sendo apontado ao lado de Luiz Gonzaga, "O Eterno Rei Do Baião" como os maiores pilares da Música Nordestina!

Salve, mestre Jackson do Pandeiro o Rei do Ritmo!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE