Clara Nunes partia há 36 anos
02/04/2019 00:23 em Música

A Mineira Guerreira, Clara Nunes era uma força da natureza, um ser de luz, claridade para a alma de cada um que ouvisse seu cantar ou visualizasse sua incrível figura humana!

Clara Francisca Gonçalves nasceu em Caetanópolis-MG, em 12 de agosto de 1942, sendo que iniciou a carreira cantando boleros e outros estilos musicais, até finalmente se encontrar com seu destino: o Samba!

Em 1968, gravou “Você Passa, Eu Acho Graça” (Ataulfo Alves e Carlos Imperial), o qual foi seu primeiro sucesso e que marcou sua certeira definição pelo gênero!

Ao longo da carreira, Clara Nunes - Claridade manteve ao redor de si um círculo de compositores fiéis como alguns bambas da Velha Guarda da Portela, Nélson Cavaquinho, Mauro Duarte, João Nogueira, Paulo César Pinheiro, assim como sempre foi acompanhada em suas apresentações ao vivo pelos músicos do Conjunto Nosso Samba, desde sua adesão ao gênero até os últimos shows!

Foram inúmeros os sucessos como "Morena de Angola", "O Mar Serenou", "O Canto da Sereia", "Feira de Mangaio", "Coisa da Antiga", dentre tantos outros!

Fez da presença e mágico poder vocal, sua singular arte! Até hoje exerce influência sobre a nova geração de mulheres e lhes deu inspiração para o seu canto! Clara foi mulher bem adiantada do seu tempo, determinada, corajosa e carismática!

Em 1983, Clara passou, sem que ninguém, dessa vez tenha achado graça. Passou e marcou. Marcou bem no fundo a sua personalidade e o seu nome na história da cultura brasileira!

Marcou uma época inteira!

A imagem de Clara Nunes segue forte no imaginário popular! Como a sereia da famosa canção, sua pisada na areia fez o mar serenar!

A nossa gratidão, Clara Nunes!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE